Desintoxicação do cólon proporciona mais qualidade de vida

Você sabe como é o bom funcionamento do intestino (cólon)? Pasmem! Ir ao banheiro uma vez por dia não é o suficiente. “Se você come cinco vezes ao dia, o cólon deveria funcionar três”, alerta a terapeuta Susi Kelly Benevides, que trabalha com duas importantes técnicas para desintoxicação: a limpeza intestinal e os cones chineses.

A autora dos livros “Cones Chineses: a antiga técnica de desobstrução e Limpeza” e “Limpeza Energética com os Cones Chineses” abordou o tema “Desintoxicação emocional, física, psíquica e espiritual” no programa “Ferramentas para bem viver”, exibido pela Rádio Moarandu no dia 1 de abril.

De acordo com ela, cada alimento ingerido deveria ser eliminado, o que, comumente, não ocorre. “O bebê, por exemplo, mama e evacua. Emocionalmente nos apegamos a uma série de coisas, e vamos nos distraindo com coisas que retardam o funcionamento do cólon. Porém,  no decorrer do tempo, as pessoas passam a ter prisão de ventre e a se tornarem enfezadas”.

Como é feita?

Para fazer a limpeza do cólon, é colocada uma sonda no ânus da pessoa. A entrada de água faz com que ocorra o descolamento das fezes, que caem no cano e já seguem para o esgoto. Susi explica que toxinas medicamentosas e alimentares ficam na parede intestinal e intoxicam o corpo novamente. “O intestino está totalmente ligado aos apegos e emoções. Quando limpamos o cólon, libertamos todas as memórias”.

Segundo a terapeuta, normalmente são realizadas quatro sessões, sendo duas por semana. Antes de iniciar o tratamento é feita uma anamnese.

Ao término das sessões, Susi não impõe uma dieta ao paciente, porém informa os alimentos que podem intoxicar o cólon e grudar nas paredes do intestino.

Agora também está disponível a desintoxicação de fígado e vesícula, que também é um processo via oral. Ela alerta que embora esta limpeza possa ser feita sozinha, não se pode deixar de limpar o colón. “Se não, todas as emoções ficam presas no intestino”.

A limpeza de cólon é contraindicada para quem possui hemorroida ativa, que possuem obstrução no cólon, pólipos ou que fizeram cirurgias abdominais recentes.

Após o atendimento, geralmente o paciente vai ao banheiro para eliminar qualquer resíduo. Ao sair, Susi pergunta: aonde está faltando algo? As respostas vão de na cabeça, no coração a parece que retirou um monstro. “Cada um tem uma percepção. Quando limpamos o cólon, desenfezamos”, conclui.

Alguns benefícios da limpeza do cólon:

– Queda no nível de colesterol;

– Reequilíbrio do diabetes;

– Limpeza do pulmão (respiração) e coração (emoção);

– Redução de peso;

– Diminuição de inchaço abdominal;

– Melhora as noites de sono. (Da Redação)